Alexandre Oliva | 1 Jun 01:22 2007

Re: Interferências de rádio pirata interrompem por seis minutos decolagens em SP

On May 30, 2007, "Carlos B. Schwab" <cb_schwab <at> yahoo.com.br> wrote:

> nada justifica a infração da lei. Moralmente falando, [...]

Carlos, por favor permita-me discordar mais uma vez.  Desculpe, nada
pessoal ;-) (e, em público, obrigado por aceitar meu pedido de
desculpas naquela outra thread)

A lei não determina o que é certo ou errado, apenas o que é passível
de punição.  Quem diz o que é certo ou errado é a moral.  A lei
*tenta* modelar a moral, mas falha.

Muitas vezes, a lei fica pra trás da moral, e aí leis caem no
esquecimento, deixam de ser aplicadas, porque já não mais representam
o que a sociedade acredita.  Vide lei do adultério, que caiu só com o
último código civil.  Antes dele, era crime, mas já viu alguém ir
preso por isso?

Às vezes, a lei tenta tomar a frente da moral, e o resultado é que a
lei não pega e é largamente desrespeitada, salvo endurecimento por
parte dos agentes da lei.  Nesses casos, muitas vezes os próprios
agentes da lei ficam sem jeito para aplicá-la.  Vide as leis que
promovem DRM.  Não dá nem pra contar o prejuízo que a sociedade sofre
pagando imposto pra ter seus direitos cerceados e acabar sofrendo mais
prejuízo, tanto financeiro quanto moral.

--

-- 
Alexandre Oliva         http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
FSF Latin America Board Member         http://www.fsfla.org/
Red Hat Compiler Engineer   aoliva <at> {redhat.com, gcc.gnu.org}
(Continue reading)

Fabianne Balvedi | 1 Jun 05:02 2007
Picon

Re: Linguagem brasileira é destaque em conferência de programação dos EUA

puxXxah VidAh...ki INjuStiXXaH...
u mIGuxXxeIxXx tB DeVeriah TAH Juntu NeXXAH...
AfINau di KONtaxXx KUM cErteZaH tAh SI tORnANu
A LInGUAGI Du sECUlU!!!!!

:o)


Pois é, a mesma terra que cria aberrações
como o miguxês também faz essa coisa linda
que é a linguagem Lua...

parabéns aos desenvolvedores! :D



On 5/30/07, Andres Biagi <andresbiagi <at> gmail.com> wrote:


Apenas dando destaque merecido a notícia !


======

São Paulo - Criada na PUC-Rio, Lua representa o Brasil entre as 12 linguagens selecionadas para evento que ocorre a cada 15 anos.

A linguagem brasileira Lua, criada na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, participará da terceira edição da conferência History of Programming Languages Conference (HOPL), no dia 9 de junho, em São Diego, na Califórnia.

O evento, que ocorre a cada 15 anos, seleciona apenas algumas linguagens de programação, consideradas relevantes para a ciência da computação. Este ano, 12 linguagens foram selecionadas para participar do HOPL.

Criada em 1993, a Lua é a única linguagem de programação de impacto desenvolvida em um país fora do "Primeiro Mundo".

Totalmente desenvolvida no Brasil, 90% dos usuários da Lua estão no exterior. Com código aberto, a linguagem está entre as 25 mais populares da internet, de acordo com o índice Tiobe.

Utilizada por grandes companhias, como a Microsoft, Intel, Philips, Disney e NASA, a Lua também é popular no universo dos games, e está presente no The Sims e World of Warcraft (Wow), entre outros.

No Brasil, a linguagem ainda está em fase de popularização. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCT) adotou a Lua para suporte aos estudos de Modelagem Ambiental.

Os professores Roberto Ierusalimschy e Waldemar Celes, da PUC-Rio, junto ao pesquisador do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), Luiz Henrique de Figueiredo, são os responsáveis pelo desenvolvimento da linguagem.

--
Fonte: http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2007/05/30/idgnoticia.2007-05-23.9259780499

=====
Era isso,


Andres




==========================================
9º Fórum Internacional Software Livre -- fisl9.0
12, 13 e 14 de abril de 2008
Em Centro de Eventos a confirmar.
Porto Alegre RS - BRASIL
http://fisl.softwarelivre.org < http://fisl.softwarelivre.org/>
=========================================
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil



--
Fabianne Balvedi
Linux User #286985
http://fabs.estudiolivre.org
"se a Globo quer minha música,
que libere a sua novela."
Giuliano Djahjah
<div>
<p>puxXxah VidAh...ki INjuStiXXaH...<br>
u mIGuxXxeIxXx tB DeVeriah TAH Juntu NeXXAH...<br>
AfINau di KONtaxXx KUM cErteZaH tAh SI tORnANu<br>
A LInGUAGI Du sECUlU!!!!!<br><br>
:o)<br><br><br>
Pois &eacute;, a mesma terra que cria aberra&ccedil;&otilde;es<br>
como o migux&ecirc;s tamb&eacute;m faz essa coisa linda <br>
que &eacute; a linguagem Lua...<br><br>
parab&eacute;ns aos desenvolvedores! :D<br><br><br><br></p>
<div>
<span class="gmail_quote">On 5/30/07, Andres Biagi &lt;<a href="mailto:andresbiagi <at> gmail.com">andresbiagi <at> gmail.com</a>&gt; wrote:</span><blockquote class="gmail_quote">
<div>
<p><br></p>
<p>Apenas dando destaque merecido a not&iacute;cia !</p>
<p><br></p>
<p>======<br></p>
<p>S&atilde;o Paulo - Criada na PUC-Rio, Lua representa o
Brasil entre as 12 linguagens selecionadas para evento que ocorre a
cada 15 anos.</p>
</div>

                        
A linguagem brasileira Lua, criada na Pontif&iacute;cia Universidade
Cat&oacute;lica do Rio de Janeiro, participar&aacute; da terceira edi&ccedil;&atilde;o da
confer&ecirc;ncia History of Programming Languages Conference (HOPL), no dia
9 de junho, em S&atilde;o Diego, na Calif&oacute;rnia.<br><br>O evento, que ocorre a
cada 15 anos, seleciona apenas algumas linguagens de programa&ccedil;&atilde;o,
consideradas relevantes para a ci&ecirc;ncia da computa&ccedil;&atilde;o. Este ano, 12
linguagens foram selecionadas para participar do HOPL.<br><br>Criada em 1993, a Lua &eacute; a &uacute;nica linguagem de programa&ccedil;&atilde;o de impacto desenvolvida em um pa&iacute;s fora do "Primeiro Mundo".<br><br>Totalmente
desenvolvida no Brasil, 90% dos usu&aacute;rios da Lua est&atilde;o no exterior. Com
c&oacute;digo aberto, a linguagem est&aacute; entre as 25 mais populares da internet,
de acordo com o &iacute;ndice Tiobe.<br><br>Utilizada por grandes companhias,
como a Microsoft, Intel, Philips, Disney e NASA, a Lua tamb&eacute;m &eacute; popular
no universo dos games, e est&aacute; presente no The Sims e World of Warcraft
(Wow), entre outros.<br><br>No Brasil, a linguagem ainda est&aacute; em fase
de populariza&ccedil;&atilde;o. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
(Inpe/MCT) adotou a Lua para suporte aos estudos de Modelagem Ambiental.<br><br>Os
professores Roberto Ierusalimschy e Waldemar Celes, da PUC-Rio, junto
ao pesquisador do Instituto Nacional de Matem&aacute;tica Pura e Aplicada
(IMPA), Luiz Henrique de Figueiredo, s&atilde;o os respons&aacute;veis pelo
desenvolvimento da linguagem.<br clear="all"><br>-- <br>Fonte: <a href="http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2007/05/30/idgnoticia.2007-05-23.9259780499" target="_blank" onclick="return top.js.OpenExtLink(window,event,this)">
http://idgnow.uol.com.br/computacao_corporativa/2007/05/30/idgnoticia.2007-05-23.9259780499
</a><br><br>=====<br>Era isso,<br><br><br>Andres<br><br><br><br><br>==========================================<br>9&ordm; F&oacute;rum Internacional Software Livre -- fisl9.0<br>12, 13 e 14 de abril de 2008<br>Em Centro de Eventos a confirmar.
<br>Porto Alegre RS - BRASIL<br><a href="http://fisl.softwarelivre.org" target="_blank" onclick="return top.js.OpenExtLink(window,event,this)">http://fisl.softwarelivre.org</a> &lt; <a href="http://fisl.softwarelivre.org/" target="_blank" onclick="return top.js.OpenExtLink(window,event,this)">
http://fisl.softwarelivre.org/</a>&gt;<br>=========================================
<br>_______________________________________________<br>PSL-Brasil mailing list<br><a onclick="return top.js.OpenExtLink(window,event,this)" href="mailto:PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org">PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org
</a><br><a onclick="return top.js.OpenExtLink(window,event,this)" href="http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil" target="_blank">http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil</a><br>Regras da lista:
<br><a onclick="return top.js.OpenExtLink(window,event,this)" href="http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil" target="_blank">http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
</a><br>
</blockquote>
</div>
<br><br clear="all"><br>-- <br>Fabianne Balvedi<br>Linux User #286985<br><a href="http://fabs.estudiolivre.org">http://fabs.estudiolivre.org</a><br>"se a Globo quer minha m&uacute;sica,<br>que libere a sua novela."
<br>Giuliano Djahjah
</div>
Marcelo D'Elia Branco | 1 Jun 10:24 2007

Re: [Off Topic] Vídeo interessante

Em Qui, 2007-05-31 às 19:03 -0300, Ugo Sangiorgi escreveu:
> O reacTable (http://mtg.upf.es/reactable/) consegue fazer algo
> parecido por bem menos de 10 mil dolares (preço desse brinquedo ai)
> Eu ja consegui fazer funcionar o esquema de detecção, usando uma
> webcam, é sensacional. 
> o hardware é uma mesa de vidro, uma camera e um projetor
> 
> http://youtube.com/watch?v=0h-RhyopUmc
> http://youtube.com/watch?v=MPG-LYoW27E
> http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4
> 
> Bom, é um começo livre...

Ugo,

tu conheces quem está trabalhando com isso no Brasil e/ou no mundo?
quem poderia fazer uma demonstraçao destas (oficina e conferência)?

abraços e obrigado

-- 
abraços

Marcelo

Http://marcelo.softwarelivre.org
Itália discute Inovação, Democracia Eletrônica e Software Livre

Em Qui, 2007-05-31 às 19:03 -0300, Ugo Sangiorgi escreveu:
> O reacTable (http://mtg.upf.es/reactable/) consegue fazer algo
> parecido por bem menos de 10 mil dolares (preço desse brinquedo ai)
> Eu ja consegui fazer funcionar o esquema de detecção, usando uma
> webcam, é sensacional. 
> o hardware é uma mesa de vidro, uma camera e um projetor
> 
> http://youtube.com/watch?v=0h-RhyopUmc
> http://youtube.com/watch?v=MPG-LYoW27E
> http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4
> 
> Bom, é um começo livre...

Ugo,

tu conheces quem está trabalhando com isso no Brasil e/ou no mundo?
quem poderia fazer uma demonstraçao destas (oficina e conferência)?

abraços e obrigado

--

-- 
abraços

Marcelo

Http://marcelo.softwarelivre.org
Itália discute Inovação, Democracia Eletrônica e Software Livre

Andres Biagi | 1 Jun 10:45 2007
Picon

Re: [Off Topic] Vídeo interessante

Olá Marcelo

Tá do teu lado :)  Music Technology Group - Pompeu Fabra University - Barcelona, 2003-2007

http://mtg.upf.edu/reactable/
"
The instrument was developed by a team of digital luthiers under the direction of Dr. Sergi Jordà. The "Interactive Sonic Systems" team is working in the Music Technology Group within the Audiovisual Institute at the Universitat Pompeu Fabra in Barcelona Spain. Its main activities concentrate on the design of new musical interfaces, such as tangible music instruments and musical applications for mobile devices.
"

Os caras do video http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4 são de Barcelona, ao que parece ...

Tem uma turma de loucos fazendo algo semelhante com sensores de presença baratinhos, bem interessante, dispensa a câmera e exige menos processamento,  o efeito é bem legal, podemos ter algo interessante se criando !


Um abraço,

Andres

Em 01/06/07, Marcelo D'Elia Branco <marcelo <at> softwarelivre.org > escreveu:
Em Qui, 2007-05-31 às 19:03 -0300, Ugo Sangiorgi escreveu:
> O reacTable ( http://mtg.upf.es/reactable/) consegue fazer algo
> parecido por bem menos de 10 mil dolares (preço desse brinquedo ai)
> Eu ja consegui fazer funcionar o esquema de detecção, usando uma
> webcam, é sensacional.
> o hardware é uma mesa de vidro, uma camera e um projetor
>
> http://youtube.com/watch?v=0h-RhyopUmc
> http://youtube.com/watch?v=MPG-LYoW27E
> http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4
>
> Bom, é um começo livre...

Ugo,

tu conheces quem está trabalhando com isso no Brasil e/ou no mundo?
quem poderia fazer uma demonstraçao destas (oficina e conferência)?

abraços e obrigado

--
abraços

Marcelo

Http://marcelo.softwarelivre.org
Itália discute Inovação, Democracia Eletrônica e Software Livre


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil



--
==========================================
9º Fórum Internacional Software Livre -- fisl9.0
12, 13 e 14 de abril de 2008
Em Centro de Eventos a confirmar.
Porto Alegre RS - BRASIL
http://fisl.softwarelivre.org < http://fisl.softwarelivre.org/>
=========================================
<div>
<p>Ol&aacute; Marcelo<br><br>T&aacute; do teu lado :)&nbsp; <a href="http://www.iua.upf.edu/mtg">Music Technology Group</a> - <a href="http://www.upf.edu/">Pompeu Fabra University</a> - Barcelona, 2003-2007<br><br><a href="http://mtg.upf.edu/reactable/">
http://mtg.upf.edu/reactable/</a><br>"<br>
	The instrument was developed by a <a href="http://mtg.upf.edu/reactable?team">team of digital luthiers</a> under the direction of <a href="http://www.iua.upf.edu/%7Esergi">Dr. Sergi Jord&agrave;</a>. The "Interactive Sonic Systems" team is working in the 
<a href="http://mtg.upf.edu/">Music 
	Technology Group</a> within the <a href="http://www.iua.upf.edu/">Audiovisual Institute</a> at the <a href="http://www.upf.edu/">Universitat Pompeu 
	Fabra</a> in Barcelona Spain. Its main activities concentrate on the design of 
	new musical interfaces, such as tangible music instruments and musical 
	applications for mobile devices.<br>"<br><br>Os caras do video <a href="http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4">http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4</a> s&atilde;o de Barcelona, ao que parece ... <br><br>Tem uma turma de loucos fazendo algo semelhante com sensores de presen&ccedil;a baratinhos, bem interessante, dispensa a c&acirc;mera e exige menos processamento,&nbsp; o efeito &eacute; bem legal, podemos ter algo interessante se criando !
<br><br><br>Um abra&ccedil;o, <br><br>Andres<br><br></p>
<div>
<span class="gmail_quote">Em 01/06/07, Marcelo D'Elia Branco &lt;<a href="mailto:marcelo <at> softwarelivre.org">marcelo <at> softwarelivre.org</a>
&gt; escreveu:</span><blockquote class="gmail_quote">Em Qui, 2007-05-31 &agrave;s 19:03 -0300, Ugo Sangiorgi escreveu:<br>&gt; O reacTable (
<a href="http://mtg.upf.es/reactable/">http://mtg.upf.es/reactable/</a>) consegue fazer algo<br>&gt; parecido por bem menos de 10 mil dolares (pre&ccedil;o desse brinquedo ai)<br>&gt; Eu ja consegui fazer funcionar o esquema de detec&ccedil;&atilde;o, usando uma
<br>&gt; webcam, &eacute; sensacional.<br>&gt; o hardware &eacute; uma mesa de vidro, uma camera e um projetor<br>&gt;<br>&gt; <a href="http://youtube.com/watch?v=0h-RhyopUmc">http://youtube.com/watch?v=0h-RhyopUmc</a><br>&gt; <a href="http://youtube.com/watch?v=MPG-LYoW27E">
http://youtube.com/watch?v=MPG-LYoW27E</a><br>&gt; <a href="http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4">http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4</a><br>&gt;<br>&gt; Bom, &eacute; um come&ccedil;o livre...<br><br>Ugo,<br><br>tu conheces quem est&aacute; trabalhando com isso no Brasil e/ou no mundo?
<br>quem poderia fazer uma demonstra&ccedil;ao destas (oficina e confer&ecirc;ncia)?<br><br>abra&ccedil;os e obrigado<br><br>--<br>abra&ccedil;os<br><br>Marcelo<br><br><a href="Http://marcelo.softwarelivre.org">Http://marcelo.softwarelivre.org</a><br>
It&aacute;lia discute Inova&ccedil;&atilde;o, Democracia Eletr&ocirc;nica e Software Livre<br><br><br>_______________________________________________<br>PSL-Brasil mailing list<br><a href="mailto:PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org">PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org
</a><br><a href="http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil">http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil</a><br>Regras da lista:<br><a href="http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil">
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil</a><br>
</blockquote>
</div>
<br><br clear="all"><br>-- <br>==========================================<br>9&ordm; F&oacute;rum Internacional Software Livre -- fisl9.0
<br>12, 13 e 14 de abril de 2008<br>Em Centro de Eventos a confirmar.<br>Porto Alegre RS - BRASIL<br><a href="http://fisl.softwarelivre.org">http://fisl.softwarelivre.org</a> &lt; <a href="http://fisl.softwarelivre.org/">
http://fisl.softwarelivre.org/</a>&gt;<br>=========================================
</div>
Marcelo D'Elia Branco | 1 Jun 11:32 2007

Re: [Off Topic] Vídeo interessante

Oi Andres,

Pois é,...conheço os da UPF de Barcelona.
O que eu estou tentendo descobrir é se há outros que trabalhando com
isso no mundo (experts) e no Brasil.

obrigado 

Marcelo

Em Sex, 2007-06-01 às 05:45 -0300, Andres Biagi escreveu:
> Olá Marcelo
> 
> Tá do teu lado :)  Music Technology Group - Pompeu Fabra University -
> Barcelona, 2003-2007
> 
> http://mtg.upf.edu/reactable/
> "
> The instrument was developed by a team of digital luthiers under the
> direction of Dr. Sergi Jordà. The "Interactive Sonic Systems" team is
> working in the Music Technology Group within the Audiovisual Institute
> at the Universitat Pompeu Fabra in Barcelona Spain. Its main
> activities concentrate on the design of new musical interfaces, such
> as tangible music instruments and musical applications for mobile
> devices.
> "
> 
> Os caras do video http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4 são de
> Barcelona, ao que parece ... 
> 
> Tem uma turma de loucos fazendo algo semelhante com sensores de
> presença baratinhos, bem interessante, dispensa a câmera e exige menos
> processamento,  o efeito é bem legal, podemos ter algo interessante se
> criando ! 
> 
> 
> Um abraço, 
> 
> Andres

-- 
abraços

Marcelo

Http://marcelo.softwarelivre.org
Itália discute Inovação, Democracia Eletrônica e Software Livre

Oi Andres,

Pois é,...conheço os da UPF de Barcelona.
O que eu estou tentendo descobrir é se há outros que trabalhando com
isso no mundo (experts) e no Brasil.

obrigado 

Marcelo

Em Sex, 2007-06-01 às 05:45 -0300, Andres Biagi escreveu:
> Olá Marcelo
> 
> Tá do teu lado :)  Music Technology Group - Pompeu Fabra University -
> Barcelona, 2003-2007
> 
> http://mtg.upf.edu/reactable/
> "
> The instrument was developed by a team of digital luthiers under the
> direction of Dr. Sergi Jordà. The "Interactive Sonic Systems" team is
> working in the Music Technology Group within the Audiovisual Institute
> at the Universitat Pompeu Fabra in Barcelona Spain. Its main
> activities concentrate on the design of new musical interfaces, such
> as tangible music instruments and musical applications for mobile
> devices.
> "
> 
> Os caras do video http://youtube.com/watch?v=vm_FzLya8y4 são de
> Barcelona, ao que parece ... 
> 
> Tem uma turma de loucos fazendo algo semelhante com sensores de
> presença baratinhos, bem interessante, dispensa a câmera e exige menos
> processamento,  o efeito é bem legal, podemos ter algo interessante se
> criando ! 
> 
> 
> Um abraço, 
> 
> Andres

--

-- 
abraços

Marcelo

Http://marcelo.softwarelivre.org
Itália discute Inovação, Democracia Eletrônica e Software Livre

Ostrock | 1 Jun 13:40 2007
Picon

Anger over DRM-free iTunes tracks

 
 

Sent to you by Ostrock via Google Reader:

 
 

Anger over DRM-free iTunes tracks


Apple is facing questions over user data placed in DRM-free tracks sold through iTunes.

 
 

Things you can do from here:

 
 
<div>
<div>&nbsp;</div>
<div>&nbsp;</div>
<div><h3>Sent to you by Ostrock via Google Reader:</h3></div>
<div>&nbsp;</div>
<div>&nbsp;</div>
<div>
<h2><a href="http://news.bbc.co.uk/go/rss/-/2/hi/technology/6711215.stm">Anger over DRM-free iTunes tracks</a></h2>
<div>via <a href="http://news.bbc.co.uk/go/rss/-/2/hi/technology/default.stm" class="f">BBC News | Technology | World Edition</a>  on Jun 01, 2007</div>
<br>
Apple is facing questions over user data placed in DRM-free tracks sold through iTunes.</div>
<br><div>&nbsp;</div>
<div>&nbsp;</div>
<div>
<h3>Things you can do from here:</h3>
<ul>
<li>
<a href="http://news.bbc.co.uk/go/rss/-/2/hi/technology/6711215.stm">Visit the original item</a>
on <a href="http://news.bbc.co.uk/go/rss/-/2/hi/technology/default.stm" class="">BBC News | Technology | World Edition</a>
</li>
<li>
<a href="http://www.google.com/reader/view/feed%2Fhttp%3A%2F%2Fnewsrss.bbc.co.uk%2Frss%2Fnewsonline_world_edition%2Ftechnology%2Frss.xml?source=email">Subscribe to BBC News | Technology | World Edition</a> using Google Reader</li>
<li>
<a href="http://www.google.com/reader/?source=email">Get started using Google Reader</a> to easily keep up with all your favorite sites</li>
</ul>
</div>
<div>&nbsp;</div>
<div>&nbsp;</div>
</div>
Ada Lemos | 1 Jun 13:42 2007
Picon

PL Azeredo, práticas do lobby democrático e artigo de Frei Betto

Caros,

Fiquei extenuada com estudos e acompanhamento ao PL AZEREDO, seja por estudos da conjuntura política, seja por tudo, até mesmo por ter a bela companhia do Pedro Rezende, por mais tcham que seja, em momento difíceis porque somos pessoas diferentes, experiências diversas, conhecimento diferente da prática político/parlamentar.
Pedro, dentro do que ele sabe e do seu esforço pessoal, conseguiu apoio de Pedro Simon para o pedido de vista e da audiência pública. Fantástico!! Parabéns a ele. Eu acertei sobre a conjuntura política o que tb deve ter ajudado ao Simon ficar tão atento e rente, ele sabe ler nas entrelinhas da cojuntura e somar bem com o significado do PL.
Deu certo este round. Daqui pra frente, NADA poderá sair errado, porque as perdas serão irreparáveis: DEBATE só nada serve ou vale, portanto uma audiência pública como essa conquistada a duras penas, precisa ocorrer com quem sendo especialista saiba ir nos pontos nevrálgicos com enorme autoridade lastreado em conhecimento de causa e autoridade ética-moral. Nome certo para ir na jugular, repito, é a ELA Castilho,sub-procuradora geral da república para assuntos do cidadão. Outro nome do prof Joaquim Falcão, um advogado militante: Omar Kaminski e membro do CGI, Sérgio Amadeu para formar o contraditório ao lado de lá.Nenhum poderá sair do tema, de ser conciso, e ser direto aos pontos vitais. Quem for lá pra mostrar saber, aparecer, ter palco, obter outros benefícios de marketing e quetais: TCHAU pra esses.
Um debate apensa influi pouco ou nada e se ocorrer estrelismos, saídas do foco, aproveitar a deixa pra adentrar em temas q não consegue atenção, erro fatal poderá ocorrer e ai adeus viola.
São muitos os passo para o lobby democrático influir com legitimidade e mudar o curso das coisas para a direção que se objetiva
Não são os nomes que apreciamos na militância do SL que terão de ir debater, a não ser aqueles que estiver dentro do figurino.
Vou, cada vez mais, me ater aos meus trabalhos, portanto, não vou mesmo ficar escrevendo aqui, vou postar, escrever, etc no ADa Digital, etc Quem quiser vá até ao Ada Digital e depois ao Parlamento Livre.Aqui não vou ficar
escrevendo como foz estes últimos dias, e pior escrevendo mal. Posso aqui dar toques, mas nos demais espaços poderei fazer mais e melhor, mais adequadamente.Como ter foruns, etc OK???
Na esteira do que escrevi acima e da preocupação com a ética e cidadania publiquei artigo do Frei Betto tratando de assunto deste conteúdo e tipo.
Quem quiser ler
Dimensão holística da ética

Frei Betto
Escritor, é autor de A obra do artista — uma visão holística do Universo (Ática), entre outros livros
Sócrates foi condenado à morte por heresia, como Jesus. Acusaram-no de pregar aos jovens novos deuses. Tal iluminação não lhe abriu os olhos diante do céu, e sim da terra. Percebeu não poder deduzir do Olimpo uma ética para os humanos. Os deuses do Olimpo podiam explicar a origem das coisas, mas não ditar normas de conduta.
A mitologia, repleta de exemplos nada edificantes, obrigou os gregos a buscar na razão os princípios normativos de nossa boa convivência social. A promiscuidade reinante no Olimpo, objeto de crença, não convinha traduzir-se em atitudes; assim, a razão conquistou autonomia frente à religião. Em busca de valores capazes de normatizar a convivência humana, Sócrates apontou a nossa caixa de Pandora: a razão.

Se a moral não decorre dos deuses, então somos nós, seres racionais, que devemos erigi-la. Em Antígona, peça de Sófocles, em nome de razões de Estado, Creonte proíbe Antígona de sepultar seu irmão Polinice. Ela se recusa a obedecer "leis não escritas, imutáveis, que não datam de hoje nem de ontem, que ninguém sabe quando apareceram". É a afirmação da consciência sobre a lei, da cidadania sobre o Estado.

Para Sócrates, a ética exige normas constantes e imutáveis. Não pode ficar na dependência da diversidade de opiniões. Platão trouxe luzes ensinando-nos a discernir realidade e ilusão. Em República, lembra que para Trasímaco a ética de uma sociedade reflete os interesses de quem ali detém o poder. Conceito retomado por Marx e aplicado à ideologia.

O que é o poder? É o direito concedido a um indivíduo ou conquistado por um partido ou classe social de impor a sua vontade à dos demais. Aristóteles nos arranca do solipsismo ao associar felicidade e política. Mais tarde, santo Tomás, inspirado em Aristóteles, nos dará as primícias de uma ética política, priorizando o bem comum e valorizando a soberania popular e a consciência individual como reduto indevassável. Maquiavel, na contramão, destituirá a política de toda ética, reduzindo-a ao mero jogo de poder, onde os fins justificam os meios.

Kant dirá que a grandeza do ser humano não reside na técnica, em subjugar a natureza, e sim na ética, na capacidade de se autodeterminar a partir de sua liberdade. Há em nós um senso inato do dever e não deixamos de fazer algo por ser pecado, e sim por ser injusto. E nossa ética individual deve se complementar pela ética social, já que não somos um rebanho de indivíduos, mas uma sociedade que exige, à sua boa convivência, normas e leis e, sobretudo, a cooperação de uns com os outros.

Hegel e Marx acentuarão que a nossa liberdade é sempre condicionada, relacional, pois consiste numa construção de comunhões, com a natureza e os nossos semelhantes. Porém, a injustiça torna alguns dessemelhantes.

Nas águas da ética judaico-cristã, Marx ressalta a irredutível dignidade de cada ser humano e, portanto, o direito à igualdade de oportunidades. Em outras palavras, somos tanto mais livres quanto mais construímos instituições que promovam a felicidade de todos.

A filosofia moderna fará uma distinção aparentemente avançada e que, de fato, abre novo campo de tensão ao frisar que, respeitada a lei, cada um é dono de seu nariz. A privacidade como reino da liberdade total. O problema desse enunciado é que desloca a ética da responsabilidade social (cada um deve preocupar-se com todos) para os direitos individuais (cada um que cuide de si).

Essa distinção ameaça a ética de ceder ao subjetivismo egocêntrico. Tenho direitos, prescritos numa Declaração Universal, mas e os deveres? Que obrigações tenho para com a sociedade em que vivo? O que tenho a ver com o faminto, o oprimido e o excluído? Daí a importância do conceito de cidadania. As pessoas são diferentes e, numa sociedade desigual, tratadas segundo sua importância na escala social. Já o cidadão, pobre ou rico, é um ser dotado de direitos invioláveis, e está sujeito à lei como todos os demais.

O capitalismo associa liberdade ao dinheiro, ou seja, ao consumo. A pessoa se sente livre enquanto satisfaz seus desejos de consumo e, através da técnica e da ciência, domina a natureza. A visão analítica não se pergunta pelo significado desse consumismo e pelo sentido desse domínio. E, de repente, a humanidade desperta para os efeitos nefastos de seu modo de subjugar a natureza: o aquecimento global faz soar o alarme de um novo dilúvio que, desta vez, não virá pelas águas, e sim pelo fogo, sem chances de uma nova Arca de Noé.

A recente consciência ecológica nos amplia a noção de ethos. A casa é todo o Universo. Lembre-se: não falamos de Pluriverso, mas de Universo. Há uma íntima relação entre todos os seres visíveis e invisíveis, do macro ao micro, das partículas elementares aos vulcões. Tudo nos diz respeito e toda a natureza possui a sua racionalidade imanente. Segundo Teilhard de Chardin, o princípio da ética é o respeito a todo o criado para que desperte suas potencialidades. Assim, faz sentido falar agora da dimensão holística da ética.

O ponto de partida da ética é assinalado por Sócrates: a polis, a cidade. A vida é sempre processo individual e social. A ótica neoliberal diz que cada um deve se contentar com o seu mundinho. Mas fica a pergunta de Walter Benjamin: o que dizer a milhões de vítimas de nosso egoísmo?
Frei Betto

 

<div>
<p>Caros,<br><br>Fiquei extenuada com estudos e acompanhamento ao PL AZEREDO, seja por estudos da conjuntura pol&iacute;tica, seja por tudo, at&eacute; mesmo por ter a bela companhia do Pedro Rezende, por mais tcham que seja, em momento dif&iacute;ceis porque somos pessoas diferentes, experi&ecirc;ncias diversas, conhecimento diferente da pr&aacute;tica pol&iacute;tico/parlamentar.
<br>Pedro, dentro do que ele sabe e do seu esfor&ccedil;o pessoal, conseguiu apoio de Pedro Simon para o pedido de vista e da audi&ecirc;ncia p&uacute;blica. Fant&aacute;stico!! Parab&eacute;ns a ele. Eu acertei sobre a conjuntura pol&iacute;tica o que tb deve ter ajudado ao Simon ficar t&atilde;o atento e rente, ele sabe ler nas entrelinhas da cojuntura e somar bem com o significado do PL.
<br>Deu certo este round. Daqui pra frente, NADA poder&aacute; sair errado, porque as perdas ser&atilde;o irrepar&aacute;veis: DEBATE s&oacute; nada serve ou vale, portanto uma audi&ecirc;ncia p&uacute;blica como essa conquistada a duras penas, precisa ocorrer com quem sendo especialista saiba ir nos pontos nevr&aacute;lgicos com enorme autoridade lastreado em conhecimento de causa e autoridade &eacute;tica-moral. Nome certo para ir na jugular, repito, &eacute; a ELA Castilho,sub-procuradora geral da rep&uacute;blica para assuntos do cidad&atilde;o. Outro nome do prof Joaquim Falc&atilde;o, um advogado militante: Omar Kaminski e membro do CGI, S&eacute;rgio Amadeu para formar o contradit&oacute;rio ao lado de 
l&aacute;.Nenhum poder&aacute; sair do tema, de ser conciso, e ser direto aos pontos vitais. Quem for l&aacute; pra mostrar saber, aparecer, ter palco, obter outros benef&iacute;cios de marketing e quetais: TCHAU pra esses. <br>Um debate apensa influi pouco ou nada e se ocorrer estrelismos, sa&iacute;das do foco, aproveitar a deixa pra adentrar em temas q n&atilde;o consegue aten&ccedil;&atilde;o, erro fatal poder&aacute; ocorrer e ai adeus viola.
<br>S&atilde;o muitos os passo para o lobby democr&aacute;tico influir com legitimidade e mudar o curso das coisas para a dire&ccedil;&atilde;o que se objetiva<br>N&atilde;o s&atilde;o os nomes que apreciamos na milit&acirc;ncia do SL que ter&atilde;o de ir debater, a n&atilde;o ser aqueles que estiver dentro do figurino.
<br>Vou, cada vez mais, me ater aos meus trabalhos, portanto, n&atilde;o vou mesmo ficar escrevendo aqui, vou postar, escrever, etc no ADa Digital, etc Quem quiser v&aacute; at&eacute; ao Ada Digital e depois ao Parlamento Livre.Aqui n&atilde;o vou ficar
<br>escrevendo como foz estes &uacute;ltimos dias, e pior escrevendo mal. Posso aqui dar toques, mas nos demais espa&ccedil;os poderei fazer mais e melhor, mais adequadamente.Como ter foruns, etc OK???<br>Na esteira do que escrevi acima e da preocupa&ccedil;&atilde;o com a &eacute;tica e cidadania publiquei artigo do Frei Betto tratando de assunto deste conte&uacute;do e tipo.
<br>Quem quiser ler<br>Dimens&atilde;o hol&iacute;stica da &eacute;tica<br></p>Frei Betto<br>Escritor, &eacute; autor de A obra do artista &mdash; uma vis&atilde;o hol&iacute;stica do 
Universo (&Aacute;tica), entre outros livros<br> 

 S&oacute;crates foi condenado &agrave; morte por
heresia, como Jesus. Acusaram-no de pregar aos jovens novos deuses. Tal
ilumina&ccedil;&atilde;o n&atilde;o lhe abriu os olhos diante do c&eacute;u, e sim da terra.
Percebeu n&atilde;o poder deduzir do Olimpo uma &eacute;tica para os humanos. Os
deuses do Olimpo podiam explicar a origem das coisas, mas n&atilde;o ditar
normas de conduta.
<br>A mitologia,
repleta de exemplos nada edificantes, obrigou os gregos a buscar na
raz&atilde;o os princ&iacute;pios normativos de nossa boa conviv&ecirc;ncia social. A
promiscuidade reinante no Olimpo, objeto de cren&ccedil;a, n&atilde;o convinha
traduzir-se em atitudes; assim, a raz&atilde;o conquistou autonomia frente &agrave;
religi&atilde;o. Em busca de valores capazes de normatizar a conviv&ecirc;ncia
humana, S&oacute;crates apontou a nossa caixa de Pandora: a raz&atilde;o.
<br><br>Se a moral n&atilde;o decorre dos deuses, ent&atilde;o somos n&oacute;s, seres
racionais, que devemos erigi-la. Em Ant&iacute;gona, pe&ccedil;a de S&oacute;focles, em nome
de raz&otilde;es de Estado, Creonte pro&iacute;be Ant&iacute;gona de sepultar seu irm&atilde;o
Polinice. Ela se recusa a obedecer "leis n&atilde;o escritas, imut&aacute;veis, que
n&atilde;o datam de hoje nem de ontem, que ningu&eacute;m sabe quando apareceram". &Eacute;
a afirma&ccedil;&atilde;o da consci&ecirc;ncia sobre a lei, da cidadania sobre o Estado.
<br><br>Para S&oacute;crates, a &eacute;tica exige normas constantes e imut&aacute;veis. N&atilde;o
pode ficar na depend&ecirc;ncia da diversidade de opini&otilde;es. Plat&atilde;o trouxe
luzes ensinando-nos a discernir realidade e ilus&atilde;o. Em Rep&uacute;blica,
lembra que para Tras&iacute;maco a &eacute;tica de uma sociedade reflete os
interesses de quem ali det&eacute;m o poder. Conceito retomado por Marx e
aplicado &agrave; ideologia.
<br><br>O que &eacute; o poder? &Eacute; o direito concedido a um indiv&iacute;duo ou
conquistado por um partido ou classe social de impor a sua vontade &agrave;
dos demais. Arist&oacute;teles nos arranca do solipsismo ao associar
felicidade e pol&iacute;tica. Mais tarde, santo Tom&aacute;s, inspirado em
Arist&oacute;teles, nos dar&aacute; as prim&iacute;cias de uma &eacute;tica pol&iacute;tica, priorizando o
bem comum e valorizando a soberania popular e a consci&ecirc;ncia individual
como reduto indevass&aacute;vel. Maquiavel, na contram&atilde;o, destituir&aacute; a
pol&iacute;tica de toda &eacute;tica, reduzindo-a ao mero jogo de poder, onde os fins
justificam os meios.
<br><br>Kant dir&aacute; que a grandeza do ser humano n&atilde;o reside na t&eacute;cnica, em
subjugar a natureza, e sim na &eacute;tica, na capacidade de se autodeterminar
a partir de sua liberdade. H&aacute; em n&oacute;s um senso inato do dever e n&atilde;o
deixamos de fazer algo por ser pecado, e sim por ser injusto. E nossa
&eacute;tica individual deve se complementar pela &eacute;tica social, j&aacute; que n&atilde;o
somos um rebanho de indiv&iacute;duos, mas uma sociedade que exige, &agrave; sua boa
conviv&ecirc;ncia, normas e leis e, sobretudo, a coopera&ccedil;&atilde;o de uns com os
outros.
<br><br>Hegel e Marx acentuar&atilde;o que a nossa liberdade &eacute; sempre
condicionada, relacional, pois consiste numa constru&ccedil;&atilde;o de comunh&otilde;es,
com a natureza e os nossos semelhantes. Por&eacute;m, a injusti&ccedil;a torna alguns
dessemelhantes.
<br><br>Nas &aacute;guas da &eacute;tica judaico-crist&atilde;, Marx ressalta a irredut&iacute;vel
dignidade de cada ser humano e, portanto, o direito &agrave; igualdade de
oportunidades. Em outras palavras, somos tanto mais livres quanto mais
constru&iacute;mos institui&ccedil;&otilde;es que promovam a felicidade de todos.
<br><br>A filosofia moderna far&aacute; uma distin&ccedil;&atilde;o aparentemente avan&ccedil;ada e
que, de fato, abre novo campo de tens&atilde;o ao frisar que, respeitada a
lei, cada um &eacute; dono de seu nariz. A privacidade como reino da liberdade
total. O problema desse enunciado &eacute; que desloca a &eacute;tica da
responsabilidade social (cada um deve preocupar-se com todos) para os
direitos individuais (cada um que cuide de si).
<br><br>Essa distin&ccedil;&atilde;o amea&ccedil;a a &eacute;tica de ceder ao subjetivismo egoc&ecirc;ntrico.
Tenho direitos, prescritos numa Declara&ccedil;&atilde;o Universal, mas e os deveres?
Que obriga&ccedil;&otilde;es tenho para com a sociedade em que vivo? O que tenho a
ver com o faminto, o oprimido e o exclu&iacute;do? Da&iacute; a import&acirc;ncia do
conceito de cidadania. As pessoas s&atilde;o diferentes e, numa sociedade
desigual, tratadas segundo sua import&acirc;ncia na escala social. J&aacute; o
cidad&atilde;o, pobre ou rico, &eacute; um ser dotado de direitos inviol&aacute;veis, e est&aacute;
sujeito &agrave; lei como todos os demais.
<br><br>O capitalismo associa liberdade ao dinheiro, ou seja, ao consumo. A
pessoa se sente livre enquanto satisfaz seus desejos de consumo e,
atrav&eacute;s da t&eacute;cnica e da ci&ecirc;ncia, domina a natureza. A vis&atilde;o anal&iacute;tica
n&atilde;o se pergunta pelo significado desse consumismo e pelo sentido desse
dom&iacute;nio. E, de repente, a humanidade desperta para os efeitos nefastos
de seu modo de subjugar a natureza: o aquecimento global faz soar o
alarme de um novo dil&uacute;vio que, desta vez, n&atilde;o vir&aacute; pelas &aacute;guas, e sim
pelo fogo, sem chances de uma nova Arca de No&eacute;.
<br><br>A recente consci&ecirc;ncia ecol&oacute;gica nos amplia a no&ccedil;&atilde;o de ethos. A casa
&eacute; todo o Universo. Lembre-se: n&atilde;o falamos de Pluriverso, mas de
Universo. H&aacute; uma &iacute;ntima rela&ccedil;&atilde;o entre todos os seres vis&iacute;veis e
invis&iacute;veis, do macro ao micro, das part&iacute;culas elementares aos vulc&otilde;es.
Tudo nos diz respeito e toda a natureza possui a sua racionalidade
imanente. Segundo Teilhard de Chardin, o princ&iacute;pio da &eacute;tica &eacute; o
respeito a todo o criado para que desperte suas potencialidades. Assim,
faz sentido falar agora da dimens&atilde;o hol&iacute;stica da &eacute;tica.
<br><br>O ponto de partida da &eacute;tica &eacute; assinalado por S&oacute;crates: a polis, a
cidade. A vida &eacute; sempre processo individual e social. A &oacute;tica
neoliberal diz que cada um deve se contentar com o seu mundinho. Mas
fica a pergunta de Walter Benjamin: o que dizer a milh&otilde;es de v&iacute;timas de
nosso ego&iacute;smo? 

<br>Frei Betto<br><br><table border="0" height="5" width="100%"><tr><td valign="top" width="40%">&nbsp;</td></tr></table>
<br>
</div>
Hudson Lacerda | 1 Jun 15:47 2007
Picon

Re: Anger over DRM-free iTunes tracks

Eis o link relevante que veio escondido na mensagem enigmática :-) de 
Ostrock:

http://news.bbc.co.uk/2/hi/technology/6711215.stm

(A versão ASCII da mensagem é inútil... que programa de email é esse que 
não inclui os alvos dos links na versão ASCII?)

Ostrock escreveu:
>  Sent to you by Ostrock via Google Reader: Anger over DRM-free iTunes
> tracks via BBC News | Technology | World Edition on Jun 01, 2007 Apple
> is facing questions over user data placed in DRM-free tracks sold
> through iTunes.
> Things you can do from here:
> - Visit the original item on BBC News | Technology | World Edition
> - Subscribe to BBC News | Technology | World Edition using Google Reader
> - Get started using Google Reader to easily keep up with all your
> favorite sites 
> 
> 
> ------------------------------------------------------------------------
> 
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista: 
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Takashi Tome | 1 Jun 15:29 2007
Picon

RES: [PSL-Brasil] Interferências de rádio pirata interrompem por seis minutos decolagens emSP

Pessoal,

Bom, dado que vários colegas se manifestaram sobre as rádios, acho que não estarei "infringindo as
regras do PSL" ao falar um pouco sobre isso.
Então, vamos lá:

1) Antes demais nada, existem vários tipos de rádios - não estou me referindo à classificação
oficial, mas ao que acontece no mundo real. Tem as rádios comerciais e educativas (as de alta potência),
as comunitárias, as livres e as piratas. Vejam bem: essas coisas são diferentes. Quem embola as coisas
é a grande mídia, que não quer concorrencia das comunitárias, e acaba pondo tudo no mesmo saco. 
Mas o que são rádios piratas? São uns carinhas que compram equipamentos transmissores tipo "frequency
agile", ou seja, capazes de operar em qualquer frequencia. E aí ficam brincando de jogar sinal no ar,
inclusive colocando em risco a aviação. Mas isso não tem nada a ver com as comunitárias, nem com as
livres, que operam em frequencia fixa.

A Fabianne tem razão: Até hoje, não foi feito nenhum estudo sério, nenhum levantamento detalhado para
provar que são as comunitárias ou as livres que provocam essas interferencias. Portanto, acusá-las
sem fundamento, é a mesma coisa que dizer que todo favelado é bandido, ou que todo livre-softeiro é um
hacker-cracker-ilegal. É puro preconceito.
Me surpreende um pouco que voces aqui na lista do PSL tenham esse tipo de preconceito, mas enfim, nunca é
tarde para se corrigir.

2) Gostaria de lembrar que, enquanto isso, o SW proprietário vai avançando na área de comunicações. O
governo barrou o mecanismo que impedia cópia de programas de TV digital (uma espécie de DRM), mas no
rádio, o padrão norte-americano é proprietariissimo...

[]s

Takashi
Pessoal,

Bom, dado que vários colegas se manifestaram sobre as rádios, acho que não estarei "infringindo as
regras do PSL" ao falar um pouco sobre isso.
Então, vamos lá:

1) Antes demais nada, existem vários tipos de rádios - não estou me referindo à classificação
oficial, mas ao que acontece no mundo real. Tem as rádios comerciais e educativas (as de alta potência),
as comunitárias, as livres e as piratas. Vejam bem: essas coisas são diferentes. Quem embola as coisas
é a grande mídia, que não quer concorrencia das comunitárias, e acaba pondo tudo no mesmo saco. 
Mas o que são rádios piratas? São uns carinhas que compram equipamentos transmissores tipo "frequency
agile", ou seja, capazes de operar em qualquer frequencia. E aí ficam brincando de jogar sinal no ar,
inclusive colocando em risco a aviação. Mas isso não tem nada a ver com as comunitárias, nem com as
livres, que operam em frequencia fixa.

A Fabianne tem razão: Até hoje, não foi feito nenhum estudo sério, nenhum levantamento detalhado para
provar que são as comunitárias ou as livres que provocam essas interferencias. Portanto, acusá-las
sem fundamento, é a mesma coisa que dizer que todo favelado é bandido, ou que todo livre-softeiro é um
hacker-cracker-ilegal. É puro preconceito.
Me surpreende um pouco que voces aqui na lista do PSL tenham esse tipo de preconceito, mas enfim, nunca é
tarde para se corrigir.

2) Gostaria de lembrar que, enquanto isso, o SW proprietário vai avançando na área de comunicações. O
governo barrou o mecanismo que impedia cópia de programas de TV digital (uma espécie de DRM), mas no
rádio, o padrão norte-americano é proprietariissimo...

[]s

Takashi
Guilherme H. S. Ostrock | 1 Jun 16:27 2007
Picon

Re: Anger over DRM-free iTunes tracks

Desculpe, usei uma facilidade (para mim) do reader e acabei dificultando para todos.

On 6/1/07, Hudson Lacerda <hfml <at> brfree.com.br> wrote:
Eis o link relevante que veio escondido na mensagem enigmática :-) de
Ostrock:

http://news.bbc.co.uk/2/hi/technology/6711215.stm

(A versão ASCII da mensagem é inútil... que programa de email é esse que
não inclui os alvos dos links na versão ASCII?)

Ostrock escreveu:
>  Sent to you by Ostrock via Google Reader: Anger over DRM-free iTunes
> tracks via BBC News | Technology | World Edition on Jun 01, 2007 Apple
> is facing questions over user data placed in DRM-free tracks sold
> through iTunes.
> Things you can do from here:
> - Visit the original item on BBC News | Technology | World Edition
> - Subscribe to BBC News | Technology | World Edition using Google Reader
> - Get started using Google Reader to easily keep up with all your
> favorite sites
>
>
> ------------------------------------------------------------------------
>
> _______________________________________________
> PSL-Brasil mailing list
> PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org
> http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> Regras da lista:
> http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil



--
Att.

Guilherme H. S. Ostrock
<div>
<p>Desculpe, usei uma facilidade (para mim) do reader e acabei dificultando para todos.<br><br></p>
<div>
<span class="gmail_quote">On 6/1/07, Hudson Lacerda &lt;<a href="mailto:hfml <at> brfree.com.br">hfml <at> brfree.com.br</a>&gt; wrote:</span>
<blockquote class="gmail_quote">Eis o link relevante que veio escondido na mensagem enigm&aacute;tica :-) de<br>Ostrock:<br><br><a href="http://news.bbc.co.uk/2/hi/technology/6711215.stm">
http://news.bbc.co.uk/2/hi/technology/6711215.stm</a><br><br>(A vers&atilde;o ASCII da mensagem &eacute; in&uacute;til... que programa de email &eacute; esse que<br>n&atilde;o inclui os alvos dos links na vers&atilde;o ASCII?)<br><br>Ostrock escreveu:<br>&gt;&nbsp;&nbsp;Sent to you by Ostrock via Google Reader: Anger over DRM-free iTunes
<br>&gt; tracks via BBC News | Technology | World Edition on Jun 01, 2007 Apple<br>&gt; is facing questions over user data placed in DRM-free tracks sold<br>&gt; through iTunes.<br>&gt; Things you can do from here:<br>&gt; - Visit the original item on BBC News | Technology | World Edition
<br>&gt; - Subscribe to BBC News | Technology | World Edition using Google Reader<br>&gt; - Get started using Google Reader to easily keep up with all your<br>&gt; favorite sites<br>&gt;<br>&gt;<br>&gt; ------------------------------------------------------------------------
<br>&gt;<br>&gt; _______________________________________________<br>&gt; PSL-Brasil mailing list<br>&gt; <a href="mailto:PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org">PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org</a><br>&gt; <a href="http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil">
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil</a><br>&gt; Regras da lista:<br>&gt; <a href="http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil">http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
</a><br><br>_______________________________________________<br>PSL-Brasil mailing list<br><a href="mailto:PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org">PSL-Brasil <at> listas.softwarelivre.org</a><br><a href="http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil">
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil</a><br>Regras da lista:<br><a href="http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil">http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
</a><br>
</blockquote>
</div>
<br><br clear="all"><br>-- <br>Att.<br><br>Guilherme H. S. Ostrock 
</div>

Gmane