Gustavo Noronha Silva | 1 May 06:02 2003
X-Face
Picon

Re: Conceitos

Em Wed, 30 Apr 2003 02:52:12 -0300, Ricardo Andere de Mello
<gandhi@...> escreveu:

> De uma maneira simples, o software livre possui uma ideologia/filosofia, ou 
> seja, em termo gerais, "os fins justificam os meios" não costuma valer no 
> software livre, ao contrário do código aberto.

hmmm... eu já diria que "os fins justificam os meios" *sim*!

Assim como mal-interpretam Maquiavel, que diz isso no contexto de que
os "fins" ali mencionados são as razões de Estado (que só podem ser,
por definição, boas para o todo), talvez você esteja vendo isso pelo
ângulo errado.

Pense assim: a finalidade é aumentar a importância e a adoção de SL,
há aqueles mais alinhados com a FSF que consideram até mesmo tirar de
seus computadores todas as menções a .gif e .mp3 por esse ideal. Os
fins justificam os meios.

[]s!

--

-- 
kov@...: Gustavo Noronha <http://people.debian.org/~kov>
Debian: <http://www.debian.org>  *  <http://www.debian-br.org>
Dúvidas sobre o Debian? Visite o Rau-Tu: http://rautu.cipsga.org.br

Ricardo Andere de Mello | 1 May 13:52 2003

Re: Conceitos

Gustavo Noronha Silva wrote:

>hmmm... eu já diria que "os fins justificam os meios" *sim*!
>
>Assim como mal-interpretam Maquiavel, que diz isso no contexto de que
>os "fins" ali mencionados são as razões de Estado (que só podem ser,
>por definição, boas para o todo), talvez você esteja vendo isso pelo
>ângulo errado.
>  
>
mas kov, o problema é que as pessoas fazem as coisas pensando em "os 
fins justificam os meios", mas o que acaba acontecendo é que o "fim" 
efetivamente não acontece.
Quer ver um exemplo? a debian não aceita pacotes proprietários na 
distribuição. Se aceitasse, atingiria muito mais pessoas. Porquê não faz 
isso? porquê sabe que mesmo ganhando com isso, também perde, pois o 
software proprietário é incentivado também. Foi isso que eu quís dizer, 
o "drawback" é maior.

>Pense assim: a finalidade é aumentar a importância e a adoção de SL,
>há aqueles mais alinhados com a FSF que consideram até mesmo tirar de
>seus computadores todas as menções a .gif e .mp3 por esse ideal. Os
>fins justificam os meios.
>
Bom, a frase normalmente não tem esse sentido, mas aplicado neste 
contexto ela procede.

[]s, gandhi

--

-- 
(Continue reading)

Paulino Michelazzo | 1 May 16:47 2003

Re: Conceitos

> Gustavo Noronha Silva wrote:
>
>>hmmm... eu já diria que "os fins justificam os meios" *sim*!
>>
>>Assim como mal-interpretam Maquiavel, que diz isso no contexto de que
>> os "fins" ali mencionados são as razões de Estado (que só podem ser,
>> por definição, boas para o todo), talvez você esteja vendo isso pelo
>> ângulo errado.
>>
>>
> mas kov, o problema é que as pessoas fazem as coisas pensando em "os
> fins justificam os meios", mas o que acaba acontecendo é que o "fim"
> efetivamente não acontece.
> Quer ver um exemplo? a debian não aceita pacotes proprietários na
> distribuição. Se aceitasse, atingiria muito mais pessoas. Porquê não faz
>  isso? porquê sabe que mesmo ganhando com isso, também perde, pois o
> software proprietário é incentivado também. Foi isso que eu quís dizer,
> o "drawback" é maior.

O que o proprietário se aproveita da situação seria muito menor do que a
Debian se aproveitaria. Aqui existe um típico erro de mensuração dos
benefícios e perdas da operação.
Ou vcs acham que uma Oracle precisa de uma Debian para crescer?

-----------------------------------------
This email was sent using SquirrelMail.
   "Webmail for nuts!"
http://squirrelmail.org/

(Continue reading)

Ricardo Grützmacher | 1 May 20:17 2003
Picon

Re: Conceitos

Ricardo Andere de Mello escreveu:
> Em Terça 29 Abril 2003 19:05, Eduardo de Oliveira Hernandes escreveu:
> 
>>Alguém poderia me dar uma resposta correta sobre o que é o Free Software e
>>o que é o Open Source.......e se possível artigos para leitura !!!?
>>
>>Obrigado!
> 
> 
> bom, isso já começa com um "depende"... ;-)
> você quer a opinião de quem? Veja, existem diferenças de interpretação. 

Não concordo.

A FSF *DEFINIU* o significado de ``Software Livre''.
Agora *vinte anos depois* não me parece haver dúvida que o termo está 
plenamente consagrado.

Quem quizer argumentar o contrário está querendo dar um novo nome à 
banana. Isto só vai causar confusão.

Se quizer saber o que _realmente_ significa ``Software Livre'' veja 
especificamente em:

http://www.gnu.org/philosophy/free-sw.html

> De uma maneira simples, o software livre possui uma ideologia/filosofia, ou 
> seja, em termo gerais, "os fins justificam os meios" não costuma valer no 
> software livre, ao contrário do código aberto.

(Continue reading)

Marcus Vinicius- WNETRJ | 2 May 00:33 2003
Picon

Re: Conceitos

Dê uma lida no artigo "Shut Up and Show them the code" que você encontra 
em http://www.catb.org/~esr/writings/shut-up-and-show-them.html (página 
do Eric Raymond.

Isto é só o início...

Marcus Vinicius

Eduardo de Oliveira Hernandes wrote:
> Alguém poderia me dar uma resposta correta sobre o que é o Free Software 
> e o que é o Open Source.......e se possível artigos para leitura !!!?
> 
> Obrigado!
> 
> --
> Eduardo de Oliveira Hernandes
> Cerficado Conectiva Linux
> Kees Informática - Soluções Corporativas
> Tel-(17)3214-3755-São Jose Rio Preto-SP
> .--.
> o_o |
> :_/ |
> ----
> Seja Livre, use Linux !!
> GNU - Get a Key to your Freedom
> 
> 
> 
> _________________________________________________________________________
> Kees Informática - Soluções Corporativas - Powered by GNU/Linux.
(Continue reading)

Lisias Toledo | 1 May 22:23 2003
Picon

Re: De quem é aresponsabilidade?

Rodrigo Sobrinho wrote:

> no meu ponto de vista, mesmo que a licença fosse inválida no Brasil, deve-se respeitar a GPL conceito.
Questão de ética.

Mas vc não poderia, legalmente, admoestar quem não respeitasee. 8-(

Sâo as Leis, e não a ética (que ainda pior, não possui uma definição
aceita por todo mundo aqui!!) que regulam o comportamento em sociedade.

Faça uma campanha pública contra alguém baseado num aspecto ético seu,
mas que é legal no país, e vc corre o risco de ser processado por danos
morais...

 
> E se esse for o caso, pode-se pedir o apoio do governo (que demonstra ser favorável ao SL) nessa questão -
legalização da GPL

Pode-se não. DEVE-SE. 8-)

--

-- 
[]s,
(Pink-wBsywGeCLZkeOCNqTAKFjzj8K+HCKVuJ+cwJ65Ta4FyFMGGs4OAh9Yf9jMG0W+I2dC5D65UrEYD35BXe+0TDd++iGdwWlHC9
 <at> public.gmane.orgiverse)

Bose-Einstein Condensation : A new concept on Software Development.

Evandro Guglielmeli | 2 May 04:17 2003
Picon

Re: De quem é aresponsabilidade?

Antigos papiros datados de Qui 01 Mai 2003 17:23, mostram que Lisias Toledo 
escreveu:
> Rodrigo Sobrinho wrote:
> > no meu ponto de vista, mesmo que a licença fosse inválida no Brasil,
> > deve-se respeitar a GPL conceito. Questão de ética.
>
> Mas vc não poderia, legalmente, admoestar quem não respeitasee. 8-(
>
> Sâo as Leis, e não a ética (que ainda pior, não possui uma definição
> aceita por todo mundo aqui!!) que regulam o comportamento em sociedade.

	Opps! Queeem? Eeeeuuuuu?!!!
		;-)

>
> Faça uma campanha pública contra alguém baseado num aspecto ético seu,
> mas que é legal no país, e vc corre o risco de ser processado por danos
> morais...
>
> > E se esse for o caso, pode-se pedir o apoio do governo (que demonstra ser
> > favorável ao SL) nessa questão - legalização da GPL
>
> Pode-se não. DEVE-SE. 8-)

--

-- 
Evandro Guglielmeli
miware@...
====================
Este e-mail foi sacaneado por um sistema que é um anti-vírus.
Seja livre! Seja seguro! Use Linux!
(Continue reading)

Flavio Veloso | 2 May 05:19 2003

Re: De quem é a responsabilidade?

Salve Rodrigo.

On Wed, 30 Apr 2003, Rodrigo Sobrinho wrote:

> On Wed, 30 Apr 2003 04:18:09 -0300 (BRT)
> Flavio Veloso <flaviovs@...> wrote:
>
> > > O cara está analisando não a GPL conceito, e sim do ponto de vista
> > > jurídico.
> >
> > Que é o que interessa, não?
>
> no meu ponto de vista, mesmo que a licença fosse inválida no Brasil,
> deve-se respeitar a GPL conceito. Questão de ética.

Claro que se deve respeitar. Mas, no final de tudo, a razão de
existência da GPL é extremamente prática: regular de forma legal
juridicamente as condições de cópia, distribuição e modificação de
programas. Isso é o mais importante de tudo!

> E se esse for o caso, pode-se pedir o apoio do governo (que
> demonstra ser favorável ao SL) nessa questão - legalização da GPL

Discordo totalmente! O Governo não tem *nada* a ver com isso e é
melhor para todos nós, desenvolvedores e usuários de programas livres,
que ele se mantenha longe.

O Governo faz leis gerais. Entenda que GPL não é lei geral nem aqui
nem na China, quer dizer, nos EUA.

(Continue reading)

Flavio Veloso | 2 May 05:22 2003

Re: Porque existem tantas distribuições?

Salve Rodrigo.

On Wed, 30 Apr 2003, Rodrigo Sobrinho wrote:

> Já rolou esse assunto na lista, e nessa página, nos comentários,
> várias pessoas filosofam qual o sentido de criar uma
> distribuição. :-) http://linux.trix.net/linuxnews/000202.html
>
> Legal o post do Flavio Velos, usando a metáfora do software
> independente (pacotes GNU, BIND, GNOME, KDE etc.) como remédios de
> prateleira em uma farmácia e as distribuições como
> farmácias. Parabéns Flavio

Obrigado! Como desenvolvedor de uma distribuição que freqüentemente
tem que ouvir isso, já estou acostumado, mas ainda não entendo o
porquê de algumas pessoas ainda insistirem...

Pra mim, ter opção é sempre bom!

--

-- 
Flávio

Flavio Veloso | 2 May 06:11 2003

Re: De quem é aresponsabilidade?

Salve Lisias.

On Thu, 1 May 2003, Lisias Toledo wrote:

> > E se esse for o caso, pode-se pedir o apoio do governo (que
>  demonstra ser favorável ao SL) nessa questão - legalização da GPL
>
> Pode-se não. DEVE-SE. 8-)

A GPL é um contrato. Quando as partes concordam com um contrato, ele
se torna Lei entre as partes. Para dirimir quaisquer dúvidas existe o
Judiciário.

PAREMOS POR AQUI!

O Governo não tem nada a ver e nem tem que se meter com uma
licença. Temos que ter leis que regulem relações gerais e públicas,
não aquelas acordadas entre partes.

p.s.: IMHO :-)

--

-- 
Flávio


Gmane