Marcio Kuchma | 1 Mar 14:02 2002
Picon

sobrevivendo de software livre

ola pessoal,

lancei esta questao na lista debian-br, mas talvez aqui fosse o lugar mais
adequado para isso... :-)

eh simplesmente algo sobre o que tenho refletido nestes dias: como um
programador pode sobrevevir (na nossa realidade e contexto) de software
livre? nao estou falando de criar uma distribuicao para concorrer com a
conectiva ou prestar servicos (que geralmente eh a "resposta padrao").

acredito que o trabalho voluntario da comunidade eh muito importante, mas
se todos pudessemos ter o desenvolvimento/programacao de software livre
como principal atividade (nosso "ganha-pao"), o movimento soh teria a
ganhar. imaginemo-nos passando o dia corrigindo bugs e implementando
funcoes no koffice, openoffice, etc... :-)

obrigado pela atencao de todos,

marcio kuchma

Lisias Toledo | 1 Mar 14:17 2002

Re: sobrevivendo de software livre

Marcio Kuchma wrote:

> eh simplesmente algo sobre o que tenho refletido nestes dias: como um
> programador pode sobrevevir (na nossa realidade e contexto) de software
> livre? nao estou falando de criar uma distribuicao para concorrer com a
> conectiva ou prestar servicos (que geralmente eh a "resposta padrao").

Hoje, agora, eu acho que 95% de nós não pode. A comoditação do Software
transforma o software em algo parecido como energia elétrica : todos
precisam e consomem, mas poucos fornecem à um preço aceitável (vá
instalar um gerador Diesel no seu apartamento e vc vai entender o que
quero dizer).

Acho que o modelo de sustentação do S.L. é a prestação de serviços, não
só de programação, mas em outras áreas, como construção civil e
entrenenimento.

 
> acredito que o trabalho voluntario da comunidade eh muito importante, mas
> se todos pudessemos ter o desenvolvimento/programacao de software livre
> como principal atividade (nosso "ganha-pao"), o movimento soh teria a
> ganhar. imaginemo-nos passando o dia corrigindo bugs e implementando
> funcoes no koffice, openoffice, etc... :-)

Olha, em outra ocasião eu escrevi alguns parágrafos que respondem ao seu
questionamento. 

<quote>
"Um programador precisa comer e pagar as contas. E quem provê isto é o
Mercado. Se um excelente programador é obrigado à catar lixo por ser
(Continue reading)

Rafa | 1 Mar 16:08 2002
Picon

Re: sobrevivendo de software livre

Caros amigos desconhecidos que tantas discussões interessantes proporcionam
nessa lista legal,

COINCIDENTEMENTE, antes de ler a mensagem do Kuchma e a resposta do Lisias,
eu conversei com um amigo pelo ICQ sobre o assunto "sobrevivendo de software
livre" depois de ler uma notícia -
http://staroffice.codigolivre.org.br/article.php?sid=8&mode=thread&order=0 -
que diz que o OpenOffice foi traduzido para o húngaro por uma equipe de três
pessoas. Faço aqui, agora, uma compilação das mensagens seguidas que enviei
para ele:

"Cara, tou pensando uma coisa meio doida sobre software livre: não sei se é
novidade ou se isso já existe ou, até mesmo, se existiu e não funcionou,
quebrou, fechou, faliu. Acabei de ler que uma equipe de TRÊS pessoas fez uma
versão do OpenOffice para o húngaro. Não são muitas pessoas e, aposto, são
muitos os programadores húngaros que poderiam ter feito isso. Bom, eu pensei
em fazer tipo um PayPal entre, no princípio, um pessoal que pode PAGAR para
algumas pessoas traduzirem alguns softwares pro português-Brasil ou para
desenvolverem alguns softwares livres. Um exemplo: eu preciso de uma solução
Zope rodando em um FreeBSD e mais um monte de outras coisas que são
possíveis de fazer com software livres existentes. Eu vou lá no site, faço
um documento com toda a descrição do que eu preciso e "deposito" R$ 500 na
conta dessa comunidade! Então, algum programador que tá precisando duma
grana ou quer ganhar algum dinheiro desenvolvendo software livre, vai lá no
site dessa comunidade, faz o serviço pra empresa que quer o Zope+FreeBSD e
recebe algum valor pelo serviço, que é calculado de alguma forma padronizada
e não precisa ser necessariamente os R$ 500 depositados. Ou, sei lá, o
governo do estado de São Paulo vai instalar OpenOffice nas escolas e precisa
de uma versão em português mas sem o software de planilha eletrônica, mas
sim com um software calculadora com uma interface simples para crianças. O
(Continue reading)

Picon

Linux kernel patching in crisis - Raymond

Mais um capítulo da novela "Linus e o Patch Penguin":

---

Open source guru Eric Raymond says Linux kernel patching is in crisis, and 
he has renewed calls for someone to assist Linus Torvalds as a 'penguin 
patch lieutenant'.

Speaking at a lecture organised by the UK Unix Users Group in London last 
night, Raymond said that kernel patching was the one remaining part of 
centralisation in open source development.

He said Linus has "reached his stress limit" and that no one person can
deal with the number of kernel patches coming forward from kernel
maintainers. Patches, many of which would help in the further development
of Linux, are being dropped without good reason, Raymond observed.

http://www.theregister.co.uk/content/4/24245.html

[]s

Nelson

__________________________________________________________________
Nelson Ferraz                           Insite - Solucoes Internet
e-mail: nferraz@...           http://www.insite.com.br/

Picon

Re: sobrevivendo de software livre

Rafa,

R>"Cara, tou pensando uma coisa meio doida sobre software livre: não sei se é
R>novidade ou se isso já existe ou, até mesmo, se existiu e não funcionou,
R>quebrou, fechou, faliu.

Um projeto semelhante já foi realizado, e não deu certo: o SourceXchange.

No entanto eu ainda acho que a idéia de criar um mercado aberto para
desenvolvimento de softwares livres (ou tradução, como você sugeriu) é
muito boa.

[]s

Nelson

__________________________________________________________________
Nelson Ferraz                           Insite - Solucoes Internet
e-mail: nferraz@...           http://www.insite.com.br/

Lisias Toledo | 1 Mar 16:53 2002

Re: Linux kernel patching in crisis - Raymond

Nelson Correa de Toledo Ferraz wrote:
> 
> Mais um capítulo da novela "Linus e o Patch Penguin":
> 
> ---
> 
> Open source guru Eric Raymond says Linux kernel patching is in crisis, and
> he has renewed calls for someone to assist Linus Torvalds as a 'penguin
> patch lieutenant'.

[...]

> http://www.theregister.co.uk/content/4/24245.html

Por outro lado, criar "áreas de competência" delegadas à terceiros
apenas para filtrar o joio do trigo e auxiliar o Linus na tomada de
decisões seriam igualmente eficiente, sem descentralizar o controle de
patches que o Linus aparenta desejar manter no kernel.

Diretor de empresas possuem secretárias, mas nem por isto são menos
diretores.

--

-- 
[]s,
(Pink-wBsywGeCLZkeOCNqTAKFjzj8K+HCKVuJ+cwJ65Ta4FyFMGGs4OAh9Yf9jMG0W+I2dC5D65UrEYD35BXe+0TDd++iGdwWlHC9
 <at> public.gmane.orgiverse)

Quote of week:
Preciso tirar férias das minhas férias... (sigh)

(Continue reading)

Rafa | 1 Mar 17:08 2002
Picon

Re: sobrevivendo de software livre

From: "Nelson Correa de Toledo Ferraz" <nferraz@...>
> Um projeto semelhante já foi realizado, e não deu certo: o SourceXchange.

Haha! Sabia...
:-)

r!

Capitulino | 1 Mar 15:43 2002

Re: Re: vírus no .NET

On Wed, 27 Feb 2002, Lisias Toledo wrote:

> Isto tá começando a ficar interessante!!! 8-)

 Até que é legal, mas enche muito! :)

> Mas a dinâmica do Software Livre oferece chances aos "não gênios". Não
> raramente um sistema torna-se mais complexo que o seu mantenedor é capaz
> se suportar... Nestes casos, colaboradores mais experientes podem, por
> um curto espaço de tempo, educar ou simplesmente resolvers os pepinos e
> depois ir fazer o mesmo em outro projeto.
>
> Se o mantenedor for teimoso, outro faz um fork do projeto e manda
> bala...

 Foi uma das coisas que eu quis dizer, sobre as chances dos não
gênios.

> > > Os projetos que dão certo são uma parte bem pequena do montante de
> > > projetos que aparecem todos os dias.
> >
> >  Pode ser...
>
> Verifique (isto vai demorar) o número de projetos cadastrados na
> Sourceforge, e depois veja quantos deles estão de fato ativos...

 Um fato que eu considero relevante é a definição do termo "o
projeto deu certo", pois são poucos projetos que tem a fama
do kernel.

(Continue reading)

Lisias Toledo | 2 Mar 05:29 2002

Re: Re: vírus no .NET

Capitulino wrote:
> 
> On Wed, 27 Feb 2002, Lisias Toledo wrote:

> > Verifique (isto vai demorar) o número de projetos cadastrados na
> > Sourceforge, e depois veja quantos deles estão de fato ativos...
> 
>  Um fato que eu considero relevante é a definição do termo "o
> projeto deu certo", pois são poucos projetos que tem a fama
> do kernel.
> 
>  Como eu disse em outro momento, às vezes existe um projeto mantido
> por alguém, esse é um projeto pequeno, mas ele resolve o problema que
> se propos a resolver, logo o projeto deu certo. Entende o que quero
> dizer ?

Hummm... Eu tava pensando no sentido comercial da coisa... Deixei a
outras threads (onde discuto algo parecido aqui e na linux-br)
"contaminar" o pensamento...

>  Mas calma... Como o linux começou? Você já leu o "Só por prazer" do
> Linus ? Teve algumas coisas que ele foi fazendo na tentativa e erro...

Mais uma vez, contaminação filosófica com assuntos alienígenas...
Preciso me concentrar mais...

Mas posso aproveitar a lambança para propor outra questão (que não tem
quase nenhuma relação com esta) : agora que o modelo Open Source está
consolidado, quais as chances de se aparecer outro Linus Torvalds em
algum outro segmento?
(Continue reading)

Marcio Kuchma | 2 Mar 14:32 2002
Picon

Re: sobrevivendo de software livre

On Fri, 1 Mar 2002 13:08:24 -0300
"Rafa" <rafaspol@...> wrote:

> From: "Nelson Correa de Toledo Ferraz" <nferraz@...>
> > Um projeto semelhante já foi realizado, e não deu certo: o
> > SourceXchange.
> 
> Haha! Sabia...
> :-)

nao eh pra dizer que eu sou pessimista, mas eu tambem desconfiava... ;-)

bom pessoal, vejam esse pedaco de thread, que estamos discutindo na
debian-br:

> A médio prazo, quando *todos* *entenderem* o que é software livre, como
> ele sobrevive e o modelo proprietário for considerado totalmente
> absurdo, 
> acho que os usuários-empresas (talvez até ndivíduos) vão
> "voluntariamente" (na verdade, 
> estarão melhorando sua produtividade ao melhorar o software que usam)
> pagar 
> desenvolvedores para que trabalhem nos inúmeros projetos de software
> livre 
> existentes (começar do zero também será considerado burrice e perda de
> tempo). 
> Inclusive tal trabalho poderá ser efetuado remotamente :-)

hehehehhehehe... com certeza... quando penso nessa questao a conclusao a
que chego eh essa mesma: viver de desenvolvimento de software livre soh
(Continue reading)


Gmane