Iuri Guilherme | 19 Dec 17:26 2014
Picon

Fwd: [hackerspaces-brasil] Por favor, "Really Solid Hosting Company in Brazil or Ecuador"? :)


-------- Mensagem original --------
Assunto: Fwd: [hackerspaces-brasil] Por favor, "Really Solid Hosting 
Company in Brazil or Ecuador"? :)
Data: 2014-12-19 14:24
De: Iuri Guilherme dos Santos Martins <aindatenhoconta@...>
Para: iuri@...

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Cecilia Tanaka <cecilia.tanaka@...>
Data: 18 de dezembro de 2014 13:04
Assunto: [hackerspaces-brasil] Por favor, "Really Solid Hosting Company 
in
Brazil or Ecuador"? :)
Para: "hackerspacesp@..."
<hackerspacesp@...>, 
"
hackerspaces-brasil@..." 
<hackerspaces-brasil@...>

Jacob Appelbaum está procurando sugestões.  Alguém tem alguma legal para
indicar, por favor?

Alguma empresa beeeem foda, tá?  :P

Beijos, muito obrigada!!!  :*

Ceci
--

-- 
"Discordo daquilo que dizes, mas defenderei até a morte o teu direito de 
(Continue reading)

chico simoes | 18 Dec 16:18 2014
Picon

Ocupação de Laboratórios no Brasil

Masters, é com satisfação que divulgamos uma chamada para ocupação de 10 
laboratórios multimídia dos CEUs pelo Brasil.

Tenho certeza que daqui sairão boas propostas!

#chegajunto

http://culturadigital.br/labceus/2014/12/18/programa-labceus-oferece-bolsas-para-projetos-de-ocupacao-dos-laboratorios-multimidias-dos-ceus/

Hasta!

--

-- 
.:chicosimoes:.

rochedodeouro.maracatu.org.br
toratambores.wordpress.com
nosdigitais.teia.org.br

PONTOS SP - Robson Sampaio | 16 Dec 17:46 2014
Picon

Fwd: [Sócios-ASL]Dissertações de mestrado UFRGS

Socializando, bem legal essas produções cientifica sobre o SL...



---------- Mensagem encaminhada ----------
De: Paulo Francisco Slomp <slomp-xJwOtXwPo4w@public.gmane.org>
Data: 6 de dezembro de 2014 21:04
Assunto: [Sócios-ASL]Dissertações de mestrado UFRGS
Para: Lista de sócios da ASL <socios-asl-m6kpSURY7yWhhvt4R4dhNe7qxQxbCLDb@public.gmane.org>


Três dissertações de mestrado na UFRGS (2008 e 2009)

Título: Tecnologia, política e cultura na comunidade brasileira de software livre e de código aberto
Autor   Murillo, Luis Felipe Rosado
Data    2009
Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.

Fonte: http://hdl.handle.net/10183/16879

Nesta dissertação são descritas as diferentes práticas culturais que compõem a comunidade brasileira de Software Livre e de Código Aberto com o objetivo de demonstrar como são criados os laços entre agentes para a constituição de redes. Com base no trabalho de dois anos e meio de pesquisa, assumimos o ângulo das práticas culturais e do reconhecimento de agentes para problematizar a oposição binária que domina grande parte do debate sobre altruísmo e interesse próprio em economias da dádiva. Ao centrarmos o foco nas redes de trabalho e prestígio, procuramos demonstrar quão heterogênea é a malha de redes da comunidade F/LOSS brasileira. As orientações teóricas e metodológicas da antropologia do dom de Caillé e da antropologia da tecnologia de Ingold e Pfaffenberger foram combinadas para a investigação da conformação da comunidade brasileira em três domínios experienciais: o técnico, o político e o cultural. O trabalho de pesquisa foi conduzido
  nos enco



ntros nacionais da comunidade brasileira, bem como através das listas de discussão, wikis, blogs, portais de notícias e conversas informais na rede IRC Freenode. O desenvolvimento da pesquisa aponta para o surgimento de uma nova cultura tecnopolítica no Brasil, produto de práticas políticas e técnicas intimamente relacionadas ao Software Livre e de Código Aberto.

---

Título: Software livre no Brasil: que política para a inovação?
Autor   Guerrini, Daniel
Data    2009
Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.

Fonte: http://hdl.handle.net/10183/21513

Neste trabalho discutem-se as políticas de implementação de software livre no Brasil dos governos do Estado do Rio Grande do Sul, do Paraná e da União Federativa, de 2002 a 2008. O objetivo foi compreender os procedimentos de legitimação pública destas políticas. E para esta análise focou-se a atuação dos gestores das políticas, cujos objetivos mais destacados eram o de alcançar a autonomia tecnológica e o de instituir práticas colaborativas para o desenvolvimento. Como referencial teórico, discutiu-se a inovação técnica situada como parte da teoria habermasiana sobre a racionalização moral-prática das relações sociais institucionalizadas de uma sociedade histórica. Coletou-se, para tanto, material jornalístico e documentos disponíveis na internet, que contivessem os discursos dos gestores em busca da legitimação pública das políticas analisadas. Com o material empírico se pôde observar uma ação administrativa, no que diz respeito ao discur
 so dos ge


stores, para a legitimação das políticas. Entre as instâncias observadas, que validaram tal hipótese, está a predominância da atuação do Poder Executivo na condução das políticas, a identificação das qualidades técnicas do software livre com a solução de problemas sociais e a assimilação imediata de uma ética particular no âmbito da vida pública. Conclui-se que as políticas de implementação do software livre no Brasil, sem passarem pelo crivo de uma justificação pública e racional, não engendraram um ambiente autônomo de inovação para este setor da economia informacional. Elas tiveram por base a conquista de privilégios políticos por um grupo particular da sociedade civil, em um país de marco institucional historicamente refratário à autonomia dos sujeitos.

---

Título: 'É melhor porque é pior': software livre, uma comunidade à procura da liberdade do saber
Autor   Quiñones Triana, Yago
Data    2008
Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.

Fonte: http://hdl.handle.net/10183/14659

Esta dissertação estuda uma importante mobilização coletiva atual surgida em torno do fenômeno do Software Livre. Amplo projeto que reúne vários usuários de tecnologias informacionais que buscam implementar uma forma de desenvolver programas de computador se opondo à lógica das grandes empresas que controlam esta área. A proposta envolvida na idéia de Software Livre é a de construir o conhecimento de forma coletiva, a partir do compartilhamento e difusão do saber em toda a comunidade que conforma a mobilização. Este estudo tem por objetivo analisar o objeto considerando-o como um movimento social, adotando assim um enfoque teórico relacionado com esse tema e contextualizando a pesquisa no âmbito da sociedade em rede. Isto é, uma configuração social na qual a informação e o conhecimento são fatores que ocupam um lugar central e determinante e estão na mira dos questionamentos que a comunidade do Software Livre traz. A identidade é, para essa mobilizaÃ
 �ão, um

eixo fundamental a partir do qual se geram estratégias e se negocia com outros atores, na sua procura de resignificar a tecnologia, os seus usos e a forma de geração do saber dela derivada através da sua própria prática, que se distingue por ter uma lógica de rede e se apoiar fortemente na virtualidade possibilitada pelas tecnologias informacionais, que são o seu meio de ação e, ao mesmo tempo, a parcela do real que pretende mudar.


--
_______________________________
Paulo Francisco Slomp
http://ufrgs.br/psicoeduc
Acionado com Software Livre
http://ufrgs.br/soft-livre-edu

_______________________________________________
Socios-ASL mailing list
Socios-ASL-m6kpSURY7yVhl2p70BpVqQ@public.gmane.orgftwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/cgi-bin/mailman/listinfo/socios-asl



--
Robson B. Sampaio***

Artista Visual/Fotografo
Gnu/Linux user # 489500
e-mail: reductio.ad.ethos-Re5JQEeQqe8AvxtiuMwx3w@public.gmane.org
skype: rbscamba1
twitter: <at> rbscamba
facebook: robson.sampaio1

http://lattes.cnpq.br/7461730442638498

"A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein
Bruno Vianna | 15 Dec 22:51 2014
Picon

efeitos de vídeo: padrão aberto e software livre para composição

segui a dica da fabs e vim aqui soltar esses links para saber se alguém anda trabalhando com isso----


Padrão aberto para  efeitos de vídeo
http://openeffects.org/

e

software livre para composição
http://natron.inria.fr

abraços!
fabianne balvedi | 11 Dec 18:36 2014

Blender Velvets online

:)


---------- Forwarded message ----------
From: flavio soares <qazav3.0-Re5JQEeQqe8AvxtiuMwx3w@public.gmane.org>
Date: Thu, Dec 11, 2014 at 2:29 PM
Subject: Blender Velvets online
To: flavio soares <qazav3.0-Re5JQEeQqe8AvxtiuMwx3w@public.gmane.org>


Olás,

Mail rápido só para avisar que o Blender Velvets está finalmente no ar. As versões em português e inglês já estão online, espanhol e francês estão a caminho. Para quem não conhece, é onde estão centralizadas as documentações para edição de vídeo 2D em Blender; para quem conhece, é por lá que serão os avisos de quando os complementos serão atualizados (via inscrição no site).

É isso. Beijos gerais e tudo de bom!


-----

Hi all,

A quick mail just to let you know that the Blender Velvets website is finally up. Versions in portuguese and english are already online; spanish and french are coming soon. For those who do not know it, this is where the documentation related to 2D video editing in Blender is being centralized; for those who already know it, it's the place where notifications about the addon updates will be sent to (via subscription to the site).

That's it. All the best and kisses to all!


flavio

chico simoes | 11 Dec 06:02 2014
Picon

Mesh GSM

Mira:
http://rhizomatica.org/

--

-- 
.:chicosimoes:.

rochedodeouro.maracatu.org.br
toratambores.wordpress.com
nosdigitais.teia.org.br

marcbraz | 6 Dec 00:11 2014
Picon

John Holcroft [OT]

ilustrações massa de John Holcroft

até por que pode se dizer muito com pouco.

http://creativelife.cz/satiricke-ilustrace-vykresluji-dnesni-svet/


---
...  |  Yvyra’ija  |  Ava ñe'ë mβռăʒ  | Todos os que somos nós    
------------------------------------
Gabriel Fedel | 5 Dec 21:52 2014
Picon

Illustrator e Inkscape

Olá a todos,

eu uso bastante o inkscape para vários trabalhos gráficos (onlines e
impressos), e estou tendo problemas em receber arquivos gerados no
Illustrator

Tentei pegar arquivos exportados como svg e ai do Illustrator e abrir no
inkscape, mas rolou alguns problemas com as transparências (que não vieram)

alguém sabe se tem algum outro formato, ou alguma solução melhor pra
trabalhar com arquivos gerados no illustrator?

Valeu!

--

-- 
Gabriel Fedel

Linux User #548809

chico simoes | 5 Dec 18:48 2014
Picon

Amigos, temos um "Prezi" que se prese?

Procurando alternativas livres para este carinha, conhecem?

hasta!

--

-- 
.:chicosimoes:.

rochedodeouro.maracatu.org.br
toratambores.wordpress.com
nosdigitais.teia.org.br

chico simoes | 27 Nov 18:25 2014
Picon

México se re-compostando!

##Como sugerido pela F4bs, abro o tópico para compartir as infos sobre a situação política/social no México.
(O que mais me atrai neste espaço é que podemos ser francos e conversar sobre o que nos interessam, sem ficar presos a amarras/regras/e outras baboseiras que inventamos...)##

Uma outra info recente é que o presidente e fundador do PRD, principal partido de esquerda do México, Cuahtemoc Cardenas, filho de um importante presidente na história do México, se retirou da partido e da política, devido à sua frustração com a fraqueza e morosidade do PRD, nas reações ao acontecido no dia 20.11.14

Ainda veremos muito a rolar...

[s]
-- .:chicosimoes:. rochedodeouro.maracatu.org.br toratambores.wordpress.com nosdigitais.teia.org.br
PONTOS SP - Robson Sampaio | 27 Nov 02:56 2014
Picon

Socializando algumas ações de cultura digital e sl em Campinas

Ola pessoal, faz algum tempo que não entro aqui para dá boas novas de Campinas, hoje encontro-me como estudante da Unicamp, do curso de pedagogia, estou estudando tbem educação e tecnologia e tecnologia e educação na perspectiva dos recursos abertos e GNU/Linux como instrumento didático e pedagógico em sala de aula, estarei no ano que vem submetendo um projeto de pesquisa para IC/CNPq na FE-Unicamp, para observar e problematizar a discussão sobre educação e tecnologia em sala de aula no ensino básico, para além dos lab. de informática(com Sistema Linux Educacional), nas escolas municipais; pensando mesmo eles nas práticas cotidiana dos/as educadores/as as dificuldades encontradas e a busca de parcerias para superação destes problemas(aqui a rede municipal tem SL nos Lab. de Informática, mal usado e nem apoio tecnológico, ou entendimento disso).

Enfim, eu acredito que posso contribuir para a rede, é para comunidade de sl e cultura livre, desmistificando e trazendo a problematização da questão do uso didático e pedagógico das tecnologias, mas, as Livres, SL, REA, Robótica Livre e Hard livre como processo de apropriação e ressignificarão entre educador e educando(produção de conhecimento e conteúdo deste sendo socializando na rede em CC), detalhe sou o único maluco na faculdade debatendo isso, as pessoas acham que sou um ser de outro mundo, rsrsrs, mas, tenho achado aliad <at> s em outros lugares, então, precisarei muito do apoio de vcs, tudo que vocês tiverem de referencias teórica e prática sobre tecnologias livre nas escolas, para eu poder fundamentar e contribuir para com <at> s educadores da rede e alun <at> s em formação aqui na FE, ajuda muito.

Outra coisa, acabamos de inaugura um coletivo de cultura digital em Campinas, chama-se Revoada: revoada.net.br, estávamos num outro espaço que montarmos algum tempo: fórum de cultura digital de campinas, a onde tivemos algumas experiencia de trocas e parcerias de ações meio pontuais de cultura digital com atores sociais da cidade, mas acabamos saindo por questões internas, mas estamos com esse coletivo buscando cooperação e ajudar a incubar, apoiar outras iniciativas..., temos um espaço físico que estamos ocupando, em parceria com a Unicamp, no CIS -Guanabara http://www.cisguanabara.unicamp.br/, que passou por uma restruturação e tem a frente uma pessoa interessada em deixa cada vez mais esse equipamento público e de uso coletivo da sociedade, temos algumas maquinas, servidor, equipamentos que conseguimos de alguns projetos de pesquisadores que compõem Revoada, com alguns projetos engatilhando, mas estar bem legal as ações, os projetos: Jovem Hacker http://revoada.net.br/?portfolio=jovem-hacker, Mapa Colaborativo http://revoada.net.br/?portfolio=mapa-da-cultura-de-campinas e A Livre http://revoada.net.br/?portfolio=agencia-colaborativa-de-comunicacao-livre, são pequenas iniciativas e estamos na busca de parcerias para ampliarmos o rizoma da cultura livre e digital em Campinas.


Mas, queremos abrir dialogo com vcs, o pessoal de Sanca(Chico e Renato), eu tenho usado sempre como referencia de aprendizado o EL, as oficinas, os pontos de cultura e a ação de cultura digital. Meu orientador, Tel Amiel é do REA http://educacaoaberta.org/ , do Nied http://www.nied.unicamp.br/ , enfim era isso pessoal, vamos aqui compartilhando as novas experiências em Cultura Digital e SL, meu foco esta voltado mais para educação(formação de educadores na rede básica) hoje em dia.



--
Robson B. Sampaio***

Artista Visual/Fotografo
Gnu/Linux user # 489500
e-mail: reductio.ad.ethos-Re5JQEeQqe8AvxtiuMwx3w@public.gmane.org
skype: rbscamba1
twitter: <at> rbscamba
facebook: robson.sampaio1

http://lattes.cnpq.br/7461730442638498

"A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein

Gmane